A virtualidade de nossas vidas

Fluxos, conexões, operadores, tecnologia, globalização, ciberespaço (interações sociais) e cibercultura (valores). Informação, moral, regras, objetivos, símbolos, técnicas e capitalismo. Para a sociedade em rede nós nos bastamos assim.
Somos, seres humanos, apenas operadores da Informação. O que interessa são os fluxos imateriais que correm por meio de cabos de fibra ótica, constituindo a rede, a internet e, consequentemente, formam a nova sociedade. Quem são os atores? A tecnologia, o capital e.....ah, os atores sociais.
Tudo é global: a crítica, a vida pessoal, a notícia, a fofoca, a privacidade. Tudo é transmitido 24 horas.
O deus Tecnologia dogmou a vida dos indivíduos e, mais uma vez, os homens se submeteram a uma criação. Quem sabe daqui a uns anos viveremos numa Matrix? E poderá haver uma sociedade cibernética em que os homens serão uma raça em extinção interligada à rede por cabos em seus orifícios e a um computador. A ficção pode se tornar, assim, realidade.
Mas tudo isso já pode estar ocorrendo (de outra forma). Os fluxos antes virtuais são, nessa sociedade informacional, concretos. Mas será o virtual real? Será a virtualidade regra social?
E, dessa forma, a sociologia passa a estudar a sociedade virtual com todos os seus controladores, operadores e fluxos. As relações sociais reais são deixadas para segundo plano.

Blá blá blá deCarol às 15:34

8 blá blá blás:

andré disse... 8 de outubro de 2007 03:07  

E o pior é que é.

;D

Tangamandapiano disse... 8 de outubro de 2007 07:44  

Como faz pro NaofuiRu ser o Blog do mes ?

Monsieur Coçard disse... 8 de outubro de 2007 11:25  

bem.. primeiramente no meu orifício nada!

Mas é verdade mesmo, inclusive tenho mais amigos "virtuais" do que de carne e osso...

Mas é só uma tendência inevitável da evolução... só nos resta saber se saberemos usar de forma proveitosa ou nociva...

Natália Nunes disse... 8 de outubro de 2007 11:46  

Que texto engajado!
Vc foi tão... geógrafo nele haha.
:D

Bjo!

Wagner disse... 8 de outubro de 2007 14:40  

como já conversamos no msn, a sociologia tem, sim, estudado essas novas formas de relacionamentos - o famigerado virtual.

Porém, é um erro achar as relações "reais" estão em segundo plano. Ela vem em primeiro lugar, o virtual é segundo plano. Não podemos esquecer que para usar o virtual é necessário o real.

Cristiane Martins disse... 8 de outubro de 2007 18:43  

Que pena que nao viveremos o bastante pra ver o futuro... tenho uma vontade meio louca de saber o que serah de nos daqui a alguns milhoes de anos... soh deus sabe...

Carol disse... 9 de outubro de 2007 09:10  

então...na verdade o texto é meio geógrafo porque eu estudo geografia hehehe, mas ele não era para tratar de relações virtuais...não tenho nada contra elas. o grande problema é que pelo assunto de sociologia que tenho em aula nunca falamos sobre sociedade e relações sociais tanto virtuais quanto reais, mas apenas de fluxos de informações...por isso escrevi o texto..
mas para quem quiser mais informações desse assunto tenho uma apostila que é uma beleza (que ironia)

Knapa disse... 9 de outubro de 2007 10:04  

Aoooo .

Eu acho que estou no lugar errado ...

Postar um comentário