Histórias Reais, Seres Imaginários [2]

10 de outubro. Eram quase meia-noite. Faltava apenas alguns segundos para que 11 fosse considerado oficialmente como um novo dia.

Pedro e Ana dormiam no sofá, com a televisão ligada. Ele era apenas um estudante universitário, segundo ano. Ela, enfermeira, cujo turno começava de manhã e terminava de tarde, próximo das 20:00h.

Pedro era, e ainda é, mais novo que Ana. Pouca coisa, três anos apenas. Mas para os olhos comuns, ele parecia mais velho. O que isso significava na vida deles? Nada. A idade não modificava em nada o amor que eles nutriam.

Pedro era o mais animado com o namoro, era a primeira vez que ele tinha um namoro tão duradouro. Nenhum outro relacionamento dele tinha passado dos seis meses. E esse já tinha muito mais de seis meses.

E Ana teve um dia muito corrido. Quase todo dia era agitado, quando se é enfermeira de hospital público. Pedro também teve um dia agitado, com provas e trabalhos para entregar.

Por isso os dois dormiam abraçados, no sofá.

O relógio de Ana apita exatamente meia-noite e um. Ela acorda Pedro: "feliz aniversário, meu amor. Quero ser a primeira a te dar os parabéns". Beijou Pedro com uma maciez que somente as pessoas apaixonadas conseguem fazer, e voltou a dormir.

Pedro, totalmente atônito, não soube o que fazer. Isso nunca lhe havia acontecido. Acreditou que o melhor era retribuir o beijo. Mas ao olhar Ana, percebeu que ela voltou a dormir com um sorriso no rosto. Um sorriso sincero, raro ultimamente. Ele apenas resolveu abraçá-la carinhosamente, encostou sua cabeça próxima a dela e dormiu, feliz.

Ana nunca soube, mas esse foi o melhor presente de aniversário que Pedro teve.

Blá blá blá deWagner às 17:10

13 blá blá blás:

aNNaFLaVia disse... 5 de agosto de 2007 21:21  

Que fofo!

São as pequenas coisas que valem mais!

;)

Beijo

bella...=^.^= disse... 6 de agosto de 2007 06:03  

eu ja fiz isso uma vez morrendo de medo de levarum baita fora, mas foi tri lindo.

bjosss

Fê Probst disse... 6 de agosto de 2007 06:04  

Dos pequenos gestos, guardamos grandes lembranças. ;D

Ana disse... 6 de agosto de 2007 09:55  

Ebaaaaa!!!!

me avisa mesmo se vc for!
quero me encontrar com vc dai!

vou estar num congresso, mais de noite vou ter tempo!
beeeeijos

Julio Moraes disse... 6 de agosto de 2007 10:37  

ahaaa ta vendo como ficou 'nitinn' rapaz..rs.rs.rs abraços

Adrian Masella disse... 6 de agosto de 2007 11:19  

Mesmo quando a gente quer muito algo, e fica imaginando isso.
Quando realmente acontece, parece algo novo!!






O negocio do yahoo é o número 404 que tem ao lado.
404 é o código da internet pra "Página Não Encontrada"

Abraço Wagner!

André disse... 6 de agosto de 2007 14:11  

Como já disseram, pequenos gestos são os que ficam.

Flowers disse... 6 de agosto de 2007 18:30  

Nem precisou de algo caro....
^^

Monsieur Coçard disse... 6 de agosto de 2007 21:27  

aeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee
mandou benzaço cara!
mas não vai se achando não hein? :D

abração

aNNaFLaVia disse... 7 de agosto de 2007 01:26  

Wa, mudei o post de última hora. ;/

Beijo grande!

Jeff McFly disse... 7 de agosto de 2007 04:50  

Iji... to com a impressão que tem gente que anda meio "doente" do coração. Ou não?

Mas que ficou massa o pst, ficou. Isso já aconteceu comigo uma vez, e foi eatamente desta forma. e era enfermeira e tudo ó!

Valeu, boy!

Vanessa Lee disse... 7 de agosto de 2007 06:05  

Q fofo!!!

Belo e tocante!

zana disse... 9 de agosto de 2007 09:06  

simples e completo!!! adorei!!

Postar um comentário