É possivel dividir nossa essência?

Ok, podemos dizer que é possivel dividir, em duas partes, várias coisas na nossa vida. Cara e coroa, bem e mal, esquerda e direita, alma e corpo... a lista é longa. Mas será que é possível dividir a nossa essência, ou seja, o quanto somos emoção e razão?

Acredito que não seja possível, pois é muito subjetivo, muito circunstancial. Ou seja, depende muito do momento.

Algumas situações exigem mais racionalidade, outras, emoções. Exemplificando: em um teste de matemática a racionalidade fala mais alto. Compor uma música pede mais emoções.

Assim sendo, como posso quantificar a minha racionalidade/emoções? O simples fato de tentar quantificar mostra que, no momento, estaria sendo mais racional. Seria um cálculo errado. Por isso, ao invés de tentar quantificar, procure qualificar.

---
Esse é o primeiro Entre Blogs que eu estou realizando. Para quem não sabe o que é isso, clique aqui. E para saber qual texto originou este, clique aqui.

Blá blá blá deWagner às 17:49

13 blá blá blás:

Fê Probst disse... 6 de setembro de 2007 18:46  

Talvez seja uma maneira bem racional se dividir em dois. No meu caso, essa divisão veio quando me deparei dividida entre a razão e a emoção perante a um rolo que era possível ou não de dar certo. Metade de mim queria e metade achava que não devia.
Sou de gêmeos. Dupla personalidade. Cem por cento dividida.

Julio Moraes disse... 6 de setembro de 2007 19:08  

Curioso o meio que se começa ... A vida pode parecer dividida mas ela nao é. Existe o CARA e COROA mas os dois nao valem o mesmo?

Se fazem parte da mesma moeda, eles simplesmente sao o que sao nao existe um porque, um porem, muito menos um talvez, existe somente você.

Não somos subjetivos somos o que somos, fazemos o que queremos, nao agimos por impulso, o impulso vem de uma vontade existe previamente.

A essencia da existencia somos apenas nós. Acredito que não exista qualidade ou quantidade de nós. EXISTE apenas nós. Voce nao me aguenta pela minha metade racional, ou nao tenho como suporta-lo pelo seu lado emocional. Eu tenho que aceita-lo pelo inteiro. A pessoa é um centro de si, um ponto no meio de linhas de sentimentos e pensamentos. SOMOS O QUE SOMOS, aprendemos e desenvolvemos.

Rafael Barbosa disse... 6 de setembro de 2007 21:07  

Não consigo ser racional nesse momento. Morrendo de sono, mas comentando em tooodos os blogs que eu comentava quando era atoa!
Não posso deixar de passar aqui né??
ehhehehehe
abraaaço!

Jeff McFly disse... 7 de setembro de 2007 07:40  

eu to como o Rafa... tempo tá me comendo pelo anu... deixa pra lá.
Passando aqui para dar sinal de vida, para os blogs amigos!

Hasta, véio!

Lizzie disse... 7 de setembro de 2007 10:09  

Wag...Pqp! O Julio tirou todas as palavras possíveis da minha boca nesse comentário que ele deixou!!!!
Também creio que não possamos ser divididos em quantidades ou qualidades...Mas tão somente em "nós".
Beijão
Te adoro!

Morganna disse... 7 de setembro de 2007 11:25  

contínuos e inseparáveis. emoção e razão. e nem adianta fugir, que eu nunca consigo mesmo. :P

Natália Nunes disse... 7 de setembro de 2007 17:19  

Eu fico contigo: somos complicados demais, fluidos demais, interconexos demais para tentar dividir o preto do branco. Somos aquarela.
:D

Bia disse... 7 de setembro de 2007 20:40  

Você me dá medo falando assim, porque lembra a minha professora de filosofia.

Ela fala, afirma e até cai na porrada pra defender o ponto de vista dela que diz que a fexpressão "agir sem pensar" é suuuper ultrapassada e que não existe.

Mesmo não querendo, você sempre pensa antes de fazer. O problema é que nem sempre o resultado das suas ações saem como o desejado e por isso dizemos a famosa frase.

Disse isso justamente por essa questão de separar a razão da emoção.
Em alguns momentos uma fica mais evidenciada que a outra, mas quer saber? Ambas andam de mãos dadas, bem bonitinhas hehehehe.

Sumi, mas reapareci!
Comentei nos posts anteriores.

Bjaum!

Vinicius disse... 8 de setembro de 2007 09:32  

Você quer que escreva uma musica e mande pra vc.. dai vou ser um colaborador rs ??
ps. coloquei o link da minha banda pra vc ver o nivel das musiacs que escrevo rs..

andré disse... 9 de setembro de 2007 13:48  

eu não consigo ser racional [mas é o meu sonho]

=P

Iaiá disse... 9 de setembro de 2007 23:31  

Eu tento ser o mais racional possível, mas normalmente a emoção toma espaço.

"...porque metade de mim é amor. E a outra metade, também." :)

Fábio C. Martins disse... 11 de setembro de 2007 16:56  

Não gosto de dividir esses dois aspectos da minha personalidade, mas se for pra qualificar, acredito que sou muito racional, aliás, racional até demais.

Às vezes, acho que sou frio demais, pois penso no mais lógico pra evitar magoa ou qualquer outra coisa.

Abraços
PS: Obrigado. Deu um pouco de trabalho, mas consegui finalizá-lo hoje. :)

MUTUMUTUM disse... 12 de setembro de 2007 10:48  

Dividir nossa essência em 2 partes é paradoxal. Pessoas são feitas de MILHARES de essências... tanto que, por mais tempo de vivamos, nunca nos conhecemos por completo... sempre aparece algumas faces estranhas de nossa essência, dependendo dos momentos. Bem... posso estar viajando na maionese, mas essa é minha essência mesmo o/

Abraços o/

Postar um comentário